Fátima Chinita

Endereço eletrónico | chinita.estc@gmail.com

Nasceu nas Caldas da Rainha (Portugal) e mora em Lisboa.

Docente na ESTC desde 1995, onde é Professora Adjunta. Leciona à Licenciatura em Cinema (áreas de Estudos Fílmicos e Produção) e ao Mestrado em Desenvolvimento de Projeto Cinematográfico (área de Narrativas Cinematográficas e Produção).

Doutorada em 2013 em Estudos Artísticos pela Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa (variante de Cinema e Audiovisuais) com uma tese sobre metacinema, área em que é especialista em Portugal (título: “Do Metacinema Auto-reflexivo como Forma de Enunciação Autoral”); mestre em Ciências da Comunicação pela Faculdade de Ciências Sociais e Humanas da Universidade Nova de Lisboa (variante de Cultura e Novas Tecnologias); bacharel em Cinema pela Escola Superior de Teatro e Cinema (área de Montagem) e licenciada em Línguas e Literaturas Modernas (variante de Estudos Portugueses e Ingleses) pela Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa.

Concluiu um pós-doutoramento em Intermedialidade e Interartes em Agosto de 2019, num projeto misto, financiado pela FCT, entre o IMS – Centro de Investigação de Intermedialidade e Multimodalidade (da Universidade de Linnaeus, na Suécia) e o Labcom. IFP (da Universidade da Beira Interior, Portugal). Título do projeto: “The Art of the Arts: Art-house Cinema Allegories of Creation as Authorial Discourse of a Coenaesthetic Intermedial Nature”.

Ex-bolseira da FCT ao abrigo do Programa PROTEC para a formação avançada no ensino superior politécnico. É investigadora em Cinema e respetivo interface com outras artes, encontrando-se ligada aos centros de investigação Labcom.IFP (UBI, Covilhã) e CIAC – Centro de Estudos em Artes e Comunicação (Ualg, Faro). É membro das seguintes associações de investigação em audiovisuais: AIM – Associação da Imagem em Movimento (onde é fundadora do grupo de trabalho “Narrativas Audiovisuais”); ECREA - European Communication and Research and Education Association; ISIS – International Society for Intermedial Studies; MECCSA – Media, Communication and Cultural Studies Association; NARRNET – European Narratology Network; NECS – European Network for Cinema and Media Studies; SERCIA – Société d’Études et de Recherches sur le cinéma anglophone; SOPCOM – Associação Portuguesa de Ciências da Comunicação.

É autora do livro O Espectador (In)visível – Reflexividade na Óptica do Espectador em INLAND EMPIRE, publicado pela editora Livros LABCOM e acessível online em http://www.livroslabcom.ubi.pt/book/113. Participa regularmente em conferências e trabalha sobre as temáticas da intermedialidade e interartes, metacinema, autorreflexividade, narrativa, estudos autorais, filme ensaio. Alguns dos seus textos podem ser consultados em linha, nomeadamente no repositório científico do IPL Lisboa ou no site www.academia.edu. Possui capítulos de livro artigos no prelo para as editoras Taylor & Francis, Routledge, Edinburgh University Press, De Gruyter, Oxford University Press, entre outras; publica artigos em revistas especializadas em cinema e media studies, tanto em Portugal como no estrangeiro. Tem dois livros em fase de escrita, ambos em Inglês. É co-editora de um número especial da revista Ekphrasis (Vol. 22, No. 2, 2019 - Crossing Narrative Boundaries between Cinema and other Arts and Media) e de um livro (Symbiotic Cinema: Confluences between Film and Other Media), ambos no prelo.

Desenvolve trabalho editorial em tanto em revistas portuguesas (Estúdio: Artistas Sobre Outras Obras; Croma, Estudos Artísticos; Gama, Estudos Artísticos) como estrangeiras (Film Journal; Frames Cinema Journal). Em 2015 venceu o Prémio Engº Fernando Gonçalves Lavrador para a Melhor Comunicação da Conferência Internacional Avanca Cinema/Tecnologia, Arte, Comunicação, com o trabalho: “O autor a ver-se a si mesmo ao espelho: as alegorias do enunciador em Jean Cocteau”. Foi membro de júris para atribuição de financiamentos da FCT e outros prémios académicos. Organizou duas conferências internacionais no estrangeiro, amas na Suécia: Transmediations! Communication across Media Borders (2016) e Symbiotic Cinema: Confluences between Film and the other Media (2018).

É sócia fundadora da ATeLP - Associação de Tradução em Língua Portuguesa e tradutora de legendas registada na D.G.E.A.T. Trabalhou durante quase uma década como tradutora de filmes, em regime de freelancer, para as distribuidoras Lusomundo Audiovisuais, Columbia Tristar Warner Filmes de Portugal, Vitória Filme/Prisvídeo, L.N.K. Vídeo e Filmes Castello Lopes. Traduziu igualmente artigos e livros, nomeadamente o romance Vasco de Gama, l’orgueil et la blessure, de René Virgile Duhac, publicado pela Editorial Gradiva (1996).

Em tempos mais recuados foi docente de Inglês no ensino secundário e trabalhou em cinema, televisão e publicidade − entre 1992 e 1997 (em funções de produção e assistência de realização).

Partilhar