João Maria Mendes

Endereço eletrónico | presidente@estc.ipl.pt

João Maria Mendes é Presidente da Escola Superior de Teatro e Cinema e professor coordenador no seu Departamento de Cinema. Preside à Comissão Técnico-Científica do Mestrado em Desenvolvimento de Projecto Cinematográfico da ESTC e lecciona no Doutoramento em Artes Performativas e das Imagens em Movimento criado em parceria pela Universidade de Lisboa e pelo Instituto Politécnico de Lisboa. Foi co-fundador e é investigador integrado do Centro de Investigação em Artes e Comunicação (CIAC), criado em 2008 pela ESTC e a Universidade do Algarve (UALg). Antes de assumir a presidência da ESTC, foi também Professor Associado na Universidade Autónoma de Lisboa e jornalista. É licenciado pela Universidade Católica de Lovaina e doutorado pela Universidade Nova de Lisboa.

Ensaios de sua autoria distribuídos no circuito livreiro:
Novas & Velhas tendências no cinema português contemporâneo (coordenação), Lisboa, Gradiva, col. Artes e Media, 2013. Primeira versão (2011) disponível. Consultar.
Culturas narrativas dominantes - O caso do Cinema, Lisboa, EDIUAL, 2009. V
Conta lá - Notas sobre alguns modelos de narrativas, Lisboa, EDIUAL, 2003.
Por quê tantas histórias - O lugar do ficcional na aventura humana, Coimbra, MinervaCoimbra, col. Ciências da Comunicação nº 1, 2001.

Ensaios editados pela Biblioteca da Escola Superior de Teatro e Cinema:
O Cyborg em seu jardim, seguido de A pornografia em seu jardim, 2014. Consultar.
O filme que filosofa, 2013. Consultar.
Sobre dois filmes, 2013. Consultar.
Que coisa é o filme, 20120. Consultar.
Introdução às intermedialidades, 2011. Consultar.
Facialidades, 2010. Consultar.
Cultura e multiculturalidade, 2010. Consultar.
A obra de arte na época da sua reprodução mecanizada (tradução e apresentação do texto de Walter Benjamim publicado em francês com Pierre Klossovski, 1936. Versão alemã: Das Kunstwerk im Zeitalter seiner technischen Reproduzierbarkeit, 1935), 2010. Consultar.

Ficção distribuída no circuito livreiro (romances):
A mulher do terrorista (Prémio Ler/Círculo de Leitores), Lisboa, Círculo de Leitores, 1994 e Quetzal, 1995.
Tu morrias, Lisboa, Quetzal, 1993.

Scripts cinematográficos:
Nuvem, de Ana Luísa Guimarães, 1992, Trópico Filmes, 95’ (co-autoria).

(Este texto não foi escrito ao abrigo do novo Acordo Ortográfico)

04_joao_maria_mendes

Partilhar