Pedro Matos

Endereço eletrónico | pmatos@estc.ipl.pt

Equiparado a Prof. Adjunto, é docente no departamento de teatro da ESTC, na área de interpretação, desde 2002. Actualmente o seu trabalho centra-se no primeiro ano do curso da licenciatura onde lecciona as cadeiras Oficina Comum e Interpretação I. Entre 2007 e 2009 leccionou a cadeira de Iniciação ao Teatro para a Licenciatura de Estudos Artísticos da Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa.

Licenciado em Engenharia Informática e de Computadores – Inteligência Artificial pelo Instituto Superior Técnico em 1996. Licenciado em Formação de Actores e Encenadores pela ESTC em 2001. Frequentou o Mestrado em Teoria da Literatura da Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa em 2007. Concluiu a Pós-Graduação em Ciências da Comunicação – Comunicação e Artes pela Faculdade de Ciências Sociais e Humanas da Universidade Nova de Lisboa em 2010.

Encenou O Sonho de Strindberg em 2007 e O Teatro Ambulante Chopalovitch de Lioubomir Simovic em 2005 para o TEUC. Em 2003, na oficina de encenação do International Theatre Institute, em Sinaia na Roménia, dirigiu (Still) Waiting for Godot a partir de Samuel Beckett. Participou com este trabalho no Fadjr Festival de Teerão no Irão, em 2004. Foi co-fundador do GTIST, Grupo de Teatro do Instituto Superior Técnico, onde se iniciou em 1995 como encenador e dramaturgista com Neste-lado do lado-de-lá a partir de José Gomes Ferreira. Saturno (ou o amor aos bocadinhos), em 2000, foi o seu último trabalho no grupo.

Estreou-se como actor em 1997 com Prometeu Agrilhoado / Libertado de Jorge Silva Melo. Dirigido por Tiago Rodrigues, Carlos Avilez, Joaquim Benite, Graça P. Corrêa, Guilherme Filipe; em peças de Shakespeare, Miguel Martinez Mediero, Harold Pinter, Peter Shaffer. Com José Peixoto fez Amor, Verdade e Mentira de Marivaux em 2002.

(Este texto não foi escrito ao abrigo do novo Acordo Ortográfico)

Pedro Matos

Partilhar