Passar para o conteúdo principal

O Cinema na Escola | Encontro de Argumento

Data do evento
21 de Outubro de 2022
Hora
10:30 - 17:30
Local
Grande Auditório ESTC & Sala António Reis
Organização
Departamento de Cinema

Este ciclo de encontros insere-se no âmbito das comemorações do cinquentenário do ensino do cinema em Portugal, organizadas pelo Departamento de Cinema da ESTC.

Trata-se de um projecto de investigação financiado pelo concurso IDI&CA (Investigação, Desenvolvimento, Inovação e Criação Artística), do IPL, coordenado por Marta Mendes.

 

Problemas propostos à mesa:

Modelos de escrita de argumento: o esquema dramático como modelo narrativo dominante e esquemas alternativos.

Modelos colaborativos de escrita de argumento:

 

Convidados

Diogo Figueira (antigo aluno da escola, argumentista).

Leonor Pinhão (antiga aluna da escola, jornalista, argumentista).

Rita Benis (investigadora e argumentista).

 

Equipa da Escola

Fátima Ribeiro (professora da área de argumento).

Marta Mendes (professora da área de estudos).

Patrícia Malveiro

/ António Rodrigues

(alunos da área de argumento).

 

Visionamento de Filmes

às 15h | Sala António Reis

PROGRAMA ANUAL COMPLETO [pdf]

Programa

Notas biográficas dos convidados

Diogo Figueira

Diogo Figueira licenciou-se em Argumento na Escola Superior de Teatro e Cinema em 2013, onde escreveu, como filme de final de curso, a curta-metragem "Estranhamento", exibida no Fantasporto e no Festival La Cabina. Co-escreveu as curtas "By Flávio", em competição oficial no Festival de Berlim em 2022, e "Filomena", estreada no IndieLisboa e vencedora do Grande Prémio no Festival YMotion. Co-escreveu as duas temporadas da série de ficção "Três Mulheres", para a qual foi nomeado para o PRIX Europa de Melhor Ficção de TV e para o Prémio Autores da SPA, e também "O Labirinto da Saudade", adaptação do livro homónimo de Eduardo Lourenço, vencedor do Prémio Sophia para Melhor Documentário. Em 2020 foi seleccionado para a residência artística Canneseries Institute onde começou a desenvolver uma série original para televisão que espera produzir em breve. Desde 2021 estreou, como dramaturgo, as peças de teatro "Abrigo para Náufragos" e "Titãs". Foi formador convidado da pós-graduação Dramaturgia e Argumento da ESMAE entre 2019 e 2021, dá o módulo Escrita de Argumento na CSARTS desde 2018 e actualmente tem vários projectos de cinema, televisão e teatro em diferentes fases desenvolvimento.

 

Leonor Pinhão
Jornalista e argumentista, formou-se na Escola de Cinema do Conservatório Nacional em 1979. Escreveu sobre filmes e cinema para os jornais “Expresso” (1981-1989) e “Público” (1990-1996). Como argumentista destacam-se a série para televisão Manuel na Ilha das Maravilhas (1984) de Raoul Ruiz (co-argumentista), o filme Um Adeus Português (1986), de João Botelho (co-argumentista) e os filmes D. Afonso Henriques (2007) e Ruth (2018), de António Botelho. Concepção da Ideia de A Mulher Que Acreditava Ser Presidente dos EUA (2003), de João Botelho. Escreveu vários artigos para a revista Livros, no âmbito da relação entre literatura e do cinema.

 

Rita Benis

Rita Benis é investigadora no Centro de Estudo Comparatistas da Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa, onde se encontra a concluir um doutoramento sobre o argumento cinematográfico em Manoel de Oliveira. A sua experiência na docência tem-se focado sobretudo na escrita e no cinema: “Argumento Cinematográfico” e “História do Cinema”. Co-editou a revista electrónica Falso Movimento — Estudos sobre Escrita e Cinema. Tem traduzido e publicado textos sobre escrita e cinema. Co-editou (com Elisabete Marques) o volume Escrita e imagem (Documenta, 2020). Argumentista de cinema premiada, trabalha desde 2000 na escrita de argumentos e na realização. Colaborou, entre outros, com Teresa Villaverde, Margarida Gil, Jorge Cramez, Inês Oliveira, António Cunha Telles, Vincent Gallo e Catherine Breillat.