Passar para o conteúdo principal

PRIMEIROS FILMES | 5 Alumni 5 Filmes

Data do evento
6 de Junho de 2022 - 8 de Junho de 2022
Hora
10:00 - 12:00
Local
Auditório António Reis
Organização
Departamento de Cinema

cine-estccinestc

 

"Esta manhã, na Sala de Visionamento António Reis, teve lugar a primeira de três projecções-piloto de uma Programação desenvolvida pelos finalistas da Licenciatura em Cinema da ESTC inscritos na unidade curricular Cinematografias VII — Cinema Português [2021/2022], leccionada pelo Professor Manuel Guerra. Desenvolvida sob o mote «Primeiros Filmes», por ocasião do Cinquentenário do Departamento de Cinema, em 2022/2023, e para transmissão às novas gerações, a referida Programação conta com o apoio do Plano Nacional de Cinema e será apresentada publicamente no ano letivo 2022/2023. A primeira projecção-piloto foi apresentada pelas alunas finalistas Beatriz Ribeiro, Gabriela Dias e Maria de Lourdes Santos e contou com a participação de duas turmas do 10.º ano do Agrupamento de Escolas Amadora Oeste."

Manuel Guerra

cinestc

Programa

6 JUNHO 2022 | 10H | SALA ANTÓNIO REIS, ESTC

ESCOLA PILOTO PARA A FORMAÇÃO DE PROFISSIONAIS DE CINEMA (1972-1974)

Alumni: MONIQUE RUTLER
Ano lectivo de ingresso: 1972/1973
Filme: As Armas e o Povo (1974-1975) 82 min.
realizado pelo Colectivo dos Trabalhadores da Actividade Cinematográfica, com montagem, entre outros, de Monique Rutler


«Fui para o Conservatório, onde me inscrevi no ano experimental do curso de Cinema. Ali estive até ao 25 de Abril de 1974, dia em que peguei nas câmaras e fui filmar para a rua. Posteriormente, interrompi os estudos e, sob proposta do Cunha Telles e do Fernando Matos Silva, ajudei a recolher e a montar todos os documentários sobre a Revolução, trabalho a que foi dado o nome de As Armas e o Povo».

Monique Rutler, «Entrevista com Monique Rutler, por Manuel Neto» (Original: em Diário Popular, 5 de Julho de 1994), em Jogo de Mão — Dossier do filme (Lisboa: Cinemateca Portuguesa — Museu do Cinema, 2020).


7 JUNHO 2022 | 10H | SALA ANTÓNIO REIS, ESTC

ESCOLA DE CINEMA DO CONSERVATÓRIO NACIONAL (1975-1983)

Alumni: JOAQUIM PINTO
Ano lectivo de ingresso: 1976/1977
Filme: Uma Pedra no Bolso (1987-1988) 92 min.
realizado por Joaquim Pinto


Assistindo ao filme de Joaquim Pinto, vemos claramente o reflexo do seu sistema de produção, mas de maneira que as limitações se tornam um princípio de trabalho e acabam por dar ao filme a sua forma final. Toda a obra de arte nasce de uma ideia que precisa de ser trabalhada a partir dos materiais disponíveis, que por sua vez «trabalham» a ideia de volta. Com apenas quatro pessoas, duas semanas de filmagens, uma câmara, um microfone e algumas luzes, Joaquim Pinto conta a história das aventuras e da aprendizagem de um jovem durante as suas férias de Verão; da mesma forma, para a equipa, as semanas de filmagem na praia foram uma aventura e o processo de descoberta do próprio filme.
 


8 JUNHO 2022 | 10H | SALA ANTÓNIO REIS, ESTC

ESCOLA SUPERIOR DE TEATRO E CINEMA / DEPARTAMENTO DE CINEMA (1983-2022

Alumni: RUI POÇAS
Ano lectivo de ingresso: 1987/1988
Filme: Entretanto (1999) 25 min.
realizado por Miguel Gomes com direção de fotografia de Rui Poças

A qualidade, dimensão e variedade da obra fotográfica de Rui Poças permite que vários dos seus filmes possam ser «primeiros». Poderíamos abordar a colaboração com João Pedro Rodrigues, em O Fantasma (2000), — a sua «verdadeira» primeira longa-metragem, como nos dirá — ou o último filme produzido na «Escola de Cinema», Mar de Rosas (1991). No entanto, sem desconsiderar os filmes anteriores, julgámos que seria importante destacar o início de uma das parcerias mais intrigantes do cinema português contemporâneo: Miguel Gomes (realização) — Rui Poças (fotografia).
Foi no Entretanto que se iniciou a passagem de um momento para o outro.

 

Alumni: SALOMÉ LAMAS
Ano lectivo de ingresso: 2005/2006
Filme: Encounters with Landscape 3x (2012) 26 min.
realizado por Salomé Lamas

Somos nós que controlamos a paisagem, ou é a paisagem que encontramos que conduz o nosso destino? Através de jogos visuais com paisagens naturais, acompanhamos a jornada de Salomé Lamas em três espaços diferentes na ilha de São Miguel, nos Açores. Num relato muito próximo, onde se presencia o testemunho directo da realizadora, é possível encontrarmo-nos numa atmosfera de autenticidade e imprevisibilidade. O importante não é o destino que o filme propõe, mas a experiência acumulada pelo caminho.

 

Alumni: DAVID PINHEIRO VICENTE
Ano lectivo de ingresso: 2014/2015
Filme: Onde o Verão Vai (Episódios da Juventude) (2018) 21 min.
produzido no âmbito da ESTC e realizado por David Pinheiro Vicente

O filme, dividido em quatro episódios, devidamente enumerados e identificados, dá a ver um grupo de jovens que ao passear num bosque, com rio, se relacionam de forma distinta com o meio. Todos eles
são livres (o realizador defende antes a ideia de que estão todos à descoberta) e é essa experiência que surge em primeiro plano ao longo do filme.


 

 

Agradecimentos
David Pinheiro Vicente • Joaquim Pinto • Monique Rutler • Rui Poças • Salomé Lamas Elsa Mendes • Isabel Silva • João Milagre José Bogalheiro • Leonor Gama • Luís Fonseca Manuel Mozos • Margarida Leitão • Marta MendesAgência da Curta Metragem • Collectif Jeune CinemaKinoscope • Galeria Miguel Nabinho • LamalandO Som e a Fúria • Portugal Film – Agência Internacional de Cinema Português • Presente.
Programação
Afonso Costa • Afonso Trigo • Alice George Beatriz Ribeiro • Emília Veloso • Federico GirolamoFrancisco Quintas • Gabriel Carvalho • Gabriela DiasGonçalo Ferreira • Joana Patrício • João Guerreiro Maria de Lourdes Santos • Mariana Nunes • Miguel Rocha Pedro Alegria • Pedro Lima • Pedro OliveiraRafael Pires • Sérgio Viamonte • Sofia Correia Tiago Santos • Viktoryja Kaptur.